WordPress Theme

Notícias

21 de Setembro de 2016

Skol puxa lista das marcas mais valiosas


A Skol desbancou a cerveja mexicana Corona no ranking anual BrandZ das 50 Marcas Mais Valiosas da América Latina. Segundo a lista, a cerveja brasileira viu em 2015 o valor da marca avançar 20%, somando US$ 8,5 bilhões.

A Corona, que liderava o ranking desde 2013, ficou na segunda posição com um valor de marca de US$ 8,47 bilhões. Além da Skol, o ranking aponta ainda outras 3 marcas brasileiras entre as dez mais valiosas: Bradesco, que ficou na 4ª posição, e teve valor de marca estimado em US$ 5,2 bilhões, o Banco Itaú, na 7ª posição (US$ 4,3 bilhões) e Brahma, na 8ª posição (US$ 4,18 bilhões).

O ranking, que foi desenvolvido pela Millward Brown Vermeer, do grupo WPP, combina informações financeiras das companhias com a opinião e lembrança dos consumidores sobre a força da marca e credibilidade do produto.

Entre as companhias mais valiosas da América Latina se destacaram este ano as empresas de alimentos e bebidas, financeiras e higiene pessoal.

Entre as dez maiores, as cervejarias dominam o top 10 pelo 3º ano, ocupando cinco das 10 primeiras posições, sendo que quatro delas - Skol, Corona, Brahma e Modelo - fazem parte da gigante belgo-brasileira de bebidas Anheuser-Busch InBev (AB inBev).

Avanço

O valor de marca das 50 maiores empresas da América Latina avançou 2% este ano, sobre 2014, indo a US$ 132 bilhões. No total, as marcas brasileiras representam 24% do valor do ranking. Já as mexicanas registraram um crescimento de 34% para 37% neste ano. Antarctica foi a marca do Top 50 que apresentou o crescimento mais acelerado em 2015, de 62%, chegando a US$ 1,9 bilhão.

Já a Petrobras, a marca mais valiosa da América Latina em 2012, sequer entrou na lista neste ano por conta do tombo do seu valor de mercado. BTG Pactual aparece pela primeira vez no ranking, ficando na 42ª posição.

Fonte: Abras