WordPress Theme

Notícias

09 de Agosto de 2016

Heineken Brasil inaugura expansão de sua cervejaria em Ponta Grossa


A HEINEKEN Brasil inaugura hoje a expansão de sua cervejaria na cidade de Ponta Grossa, no Paraná. A ampliação foi um projeto de grande porte que impactou toda a estrutura da unidade e aumentou em mais de 40% sua capacidade produtiva, tornando-a a 12ª maior fábrica da HEINEKEN no mundo e responsável por 32% da produção no Brasil. Com um investimento de mais de 400 milhões de reais, a reestruturação faz parte da estratégia da companhia para aumentar sua presença no país e sua competitividade com foco no mercado Premium, além de continuar ativa no mercado Mainstream.

“Quando a HEINEKEN adquiriu a FEMSA Cerveza no Brasil, em 2010, as cervejarias eram equipadas apenas para produzir o portfólio tradicional de embalagens e estavam localizadas fora de nossas praças-foco. Desde então, a companhia vem adaptando sua estrutura de supply chain para incrementar sua presença no país e tornar-se altamente competitiva, principalmente no mercado Premium”, explica Erwin Rosens, Vice-Presidente de Supply Chain da HEINEKEN Brasil.
O rápido crescimento do mercado Premium, liderado pela marca Heineken, a recente demanda do consumidor por diversidade de embalagens e a necessidade de produzir mais perto dos mercados-foco – para redução de custos logísticos e para maior competitividade gerada por incentivos fiscais – contribuíram para a prática das ações desenhadas no plano estratégico da companhia. “Passamos a produzir a marca Heineken em três de nossas cervejarias, aumentamos a variedade de embalagens e desenvolvemos um portfólio mais assertivo que atende às preferências dos nossos consumidores”, completa Rosens.

A reinauguração da unidade de Ponta Grossa é mais um capítulo desse processo. Instalada há cerca de 20 anos, a planta foi a primeira grande cervejaria a chegar e a investir na região. Ela está localizada em um entroncamento rodoviário e é muito estratégica para a companhia. Com a expansão e o aumento de sua capacidade produtiva, a unidade será capaz de ter o desempenho das TOP fábricas da HEINEKEN no mundo. As novas composições tornarão as questões logísticas mais favoráveis ao escoamento da produção para mercados-chave no país como as regiões sul e sudeste.

“Ponta Grossa faz parte da história da Cervejaria assim como a Cervejaria faz parte da história da cidade e do estado do Paraná. Sempre tivemos uma relação muito boa com as autoridades locais e queremos dar continuidade a essa trajetória de sucesso. A ampliação eleva a fábrica, seus colaboradores e a cidade ao nível de excelência que merecem, é um reconhecimento”, comenta Rodrigo Bressan, Diretor Industrial da Cervejaria de Ponta Grossa.

Todas as áreas da cervejaria passaram por mudanças. A fábrica terá capacidade instalada de 4,6 milhões de hectolitros/ano e aumentará sua gama de produtos passando a produzir as marcas Heineken, Sol, Desperados e Amstel. As instalações compreendem diversas linhas de produção e envase que permitirão à HEINEKEN colocar no mercado quatro vezes mais variedades de SKUs e embalagens, como as latas de 250ml, 269ml e 473ml, com destaque para a primeira linha de KEGs (barril) de Heineken fora da Holanda.

Entre as mudanças estão também novos tanques de fermentação e um upgrade tecnológico com a implantação de novo sistema de automação e modernização da área de utilidades e da capacidade de armazenagem – a warehouse passou a ter 17 mil m², o que equivale a três campos de futebol. A área construída da unidade passou de 53 mil m² para 74 mil m².

“O investimento na expansão da cervejaria de Ponta Grossa é uma consequência da estratégia de longo prazo da companhia e sua confiança no potencial do mercado cervejeiro do País. O Brasil já é o terceiro maior mercado para a HEIKEKEN no mundo. No último ano, conquistamos resultados muito expressivos. Globalmente, somos o primeiro país em contribuição de volume para a marca Heineken, o segundo maior país no ranking da marca SOL Premium e nos tornamos o mercado que mais contribui com volume adicional de Amstel. Kaiser já é a terceira maior marca Mainstream para a Companhia, ficando atrás apenas de Tecate e Amstel”, afirma Didier Debrosse, presidente da HEINEKEN Brasil.

Primeira linha de DraughtKegs fora da Holanda
O Brasil será o primeiro país a receber uma linha de DraughtKegs de Heineken fora da Holanda, um marco importantíssimo na história internacional da companhia. O DraughtKeg é uma tecnologia desenvolvida e patenteada pela HEINEKEN. Seu sistema funciona por meio de um cartucho interno com CO2 que tira a cerveja sob pressão, até o último copo, e deixa o líquido mais cremoso. “Trazer uma linha tão especial da HEINEKEN para o Brasil é consequência da importância do mercado para a companhia. O DraughtKeg faz parte do repertório dos momentos especiais dos brasileiros e vem conquistando cada vez mais adeptos”, conta Erwin Rosens.

Postos de trabalho e sustentabilidade
As tecnologias implantadas aumentaram a capacidade de produção da unidade em 23% em um mesmo intervalo de tempo graças aos seus processos eficientes. Para isso, recebeu um sistema de recuperação de calor, motores de alta performance, iluminação em led e espelhos prismáticos que convertem a luz do sol e fornece uma quantidade perfeita de claridade. Conta ainda com um sistema de captação de água de chuva que traz ganhos financeiros e contribui com a sustentabilidade na produção, além da implementação de um sistema de autossuficiência com caldeiras abastecidas por biomassa. A expansão gerou 85 novas vagas na Cervejaria, preenchidos por colaboradores com alto grau de capacitação e de gestão de seus postos de trabalho, pois operam sistemas de alta tecnologia e complexidade. A obra gerou 1.700 empregos temporários.

Fonte: Alimentos e Bebidas