WordPress Theme

Notícias

21 de Março de 2017

FRIO MOVIMENTA COMÉRCIO DE BEBIDAS QUENTES


 As bebidas, desde as mais simples até as mais elaboradas, podem ser um aliado para aquecer durante o inverno. Além de saborosos, os chás, cafés, chocolate quente e vinho ganharam combinações e são servidos com um toque de sofisticação nas cafeterias da Serra da Mantiqueira e do Vale do Paraíba.

 
Para os apreciadores de chás e vinhos, a região tem até locais específicos para quem gosta de acompanhar as tendências. Nestes locais, chamados de escolas, é possivel aprender a degustar vinhos e chás.
 
Veja as opções de bebidas para o inverno e suas variações:
 
O chocolate quente é muito tradicional nesta temporada nas cidades da serra. O consumo de chocolate é tão tradicional nessas cidades, que algumas lojas têm fabricação própria. Campos do Jordão tem sete fábricas.
 
No Capivari, a loja Toco chega a vender 70 litros de chocolates quentes por dia na alta temporada. “Vende muito e temos variações com chantily, mesclado, conhaque, menta, licores, creme de avelã. É para aquecer mesmo. Temos um segredinho para ficar bom e com a nossa cara. Mas não podemos contar ”, contou a vendedora Greice Kelly. A fábrica da loja fica no bairro Jaguaribe, em Campos do Jordão.
 
Já o café é uma das bebidas preferidas dos brasileiros durante todo o ano todo. Nesta época, ele ganha variações e aparece com uma mistura de amarula, caramelo, ganache, leite condensado, chá de hortelã e até sorvete.
 
"A temperatura fica morna quando é misturado o quente do café com o gelado do sorvete. O nosso café mais tradicional é o moccha, que é ganache ou caramelo, leite, café e espuma. O importante também é a apresentação. Uma pausa para o café é importante para quem quer aproveitar o inverno", contou o subchefe do café Sans Souci, Daniel Trefiglio Alcântara.
 
O chá é uma bebida quente feita com ervas. Em São Bento do Sapucaí (SP), embaixo da Pedra do Baú, a escola Embahú atrai turistas de todo o país seja para experimentar um chá ou para fazer o curso de degustação.
 
O Curso Sensorial de Chás aprofunda no desenvolvimento do paladar e as técnicas envolvidas no preparo, análise e degustação do chá especial. São dois módulos com quatro horas de duração.
 
Em São José dos Campos, a casa de chá Lugar Pleno Chás & Lembranças também tem objetivo de aquecer os clientes e promover a cultura do chá. No local, é possível experimentar um chá em que a combinação tem amêndoas, hibisco, cascas de rosa mosqueta, pedacinhos de maçã, uva e groselha negra e pétalas de flores de centáurea. 
 
“Nós trabalhamos com 40 tipos de chás. Aqui é um lugar de pausar e relaxar. O chá é preparado na hora na mesa do cliente e ele pode ficar vendo a coloração e curte o preparo. Tem que vir com tempo”, contou a proprietária Silvia Tsuji.
 
Uma opção alcoolica para esquentar é o vinho. A bebida pode ser harmonizado com a comida. De acordo com o empresário Lucas Zanini, dono da loja e distribuidora Vinhos SP, em Campos do Jordão, há muitas opções de vinhos, mas no inverno o mais consumido é o tinto, que é degustado em temperatura entre 16º e 18º.
 
"Ele é o mais recomendado porque tem mais propriedades que o vinho branco gelado. Uma garrafa tem em média 13% de álcool, mas varia de garrafa para garrafa. Nessa época não pode faltar vinho e fondue, que são uma ótima combinação", afirmou.
 
Também é possível fazer aulas para degustar vinhos. O curso básico oferecido pela distribuidora custa de R$ 180 a R$ 450. Cada um tem seis horas de duração. Os principais interessados são empresários donos de estabelecimento de alto padrão e funcionários de restaurantes.
 
Fonte: Portal G1